Gabriel Coelho é daquele artista envolvente, que através de sua música faz com que os sentimentos expressos em nosso contexto se desfaça em melodias cheias de significados.

Por: Pedro Cândido

Sabe aquele artista que tu tens vontade de ser melhor amigo? Lembro-me da época em que fui adolescente e me pegava deitado de frente ao teto branco e pálido de meu quarto, ouvindo um verso e outro de Cazuza, era como se ele estivesse eternizado em sua arte, como se toda a poesia e leveza de sua música deixasse-o imortal. E na imortalidade de seus versos nossa amizade se construía, ali na fúria da inquietude jovem que pairava sobre minha mente em meados de 2007.

Hoje 10 anos depois, já adulto com pêlos na cara e contas a serem pagas, conheço novos cantores, novos compositores, novas pessoas que trarão poesia para o enredo que minha vida escreve. Que marcam essa fase de minha trajetória, com novos versos, nova arte, porém a mesma qualidade que há tempos não se via. No passado tinha como ídolo Cazuza, queria sentar em um boteco com ele e passar a tarde batendo um papo e cantando sentimentos. Hoje encontro este mesmo sentimento com um jovem da atualidade chamado Gabriel Coelho. Já falei dele por aqui. Coelho e do tipo que não faz feio, aquele artista que dá vontade de conhecer, ser amigo, Brother.

19113853_1912488392329678_7329327427915153146_n

Suas letras são tão íntimas! Retratam a vida de forma simples. É como se com sua música me conhecesse intimamente, como se de certa forma suas melodias empregasse significados aos signos que formam quem sou.

 

Signos:

Signos, o novo disco deste jovem, que toca o coração daquele que de certa forma espera a melhor trilha para começar um bom dia!

17904448_1885467455031772_8911223490158661363_n

Não só para começar, mas também para fechar aquele dia longo que só o aconchego do seu canto, de sua casa é capaz de trazer.  Assim defino este último trabalho de Gabriel; íntimo, aconchegante e muito sincero. Se pegarmos o disco e colocarmos no papel, vamos nos dar de cara com um enredo de cinema. O trabalho está tão completo, que existe nele uma linearidade crescente (Feliz da equipe que se dedicou nos signos expostos nestes trabalho, se o objetivo era formar um “longa” dentro de vários “curtas”, objetivo alcançado.)  

 

Sobre as canções como unidade:

O disco abre com a entrega, a “Rendição” que despejamos aos amores sejam quais for. Logo após trilham os caminhos que somos levados para a uniformidade dos sentimentos que temos “sobre os destinos”; às vezes na vida é necessário dar tempo ao tempo. Muitas vezes seguir um caminho oposto daquele que se achava necessário, pode ser o melhor remédio para seguirr o melhor destino. “Feroz”, o tempo, a inquietude jovem, os desejos que pairam sob a falta de controle na forma e jeito de expressar, dar e receber amor.

Mais uma vez você pode perceber que o amor é “perecível”, talvez aquele sentimento “feroz” não deixou de ser uma paixão, e por ser egoísta faça com que novos amores surjam.  

“Pouco a Pouco” você se inventa e reinventa, volta a sentir aquela falta de controle que o amor pode expressar sobre o que se sente dentro da paixão que vai e vêm. Percebe que existe o amor romântico, mas que está em outra etapa, a do amor companheiro. Aquele que não precisa de demonstrações para fazer com que se exista, pois ele simplesmente existe.

(As analogias que Coelho faz ao carnaval em suas músicas, vale a pena dar uma olhada como peças únicas de um universo paralelo dentro de seus trabalhos.)

 

 

Novos bons dias vêm, faz com que paremos para pensar no que fizemos ou deixamos de fazer, e percebemos um tanto de coisa que pode ser feitas, seja na clareza dos 31, ou na compreensão dos próximos anos a serem percorridos. O segredo para viver é fechar os olhos e viver!

Não é mesmo?

 

 

Gostou?

Qual a sua interpretação deste artista que trouxe hoje para vocês? Comente!

Até mais!

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s